Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Oeiras :: Bloco

análise de Rodrigo Saraiva, em 26.09.13

Hoje uma breve paragem (mais uma) em Oeiras para assinalar que o Bloco despertou finalmente para a campanha e lá surgiram recentemente os seus cartazes. Vários 8x3 e minis com os candidatos à Câmara e Assembleia Municipal e também se encontram formatos mupis dos candidatos às freguesias.

Relativamente a este cartaz, apenas dizer que ainda bem que diz Oeiras, pois é um cartaz do Bloco que servia para qualquer outra localidade. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03


Vila Real :: Bloco

análise de Rodrigo Saraiva, em 26.09.13

E pela quarta vez nestas autárquicas voltamos a Vila Real. Para recordar as outras visitas podem visitar o link da tag no final do post. Desta feita para analisar um cartaz do Bloco de Esquerda.

Pela opção de design e de lettering o cartaz ou foi feito pelo design da sede nacional do Bloco ou seguem as bi-diretrizes da bi-liderança. Mas este cartaz leva-me a imaginar uma conversa entre os candidatos e o designer.

Candidato: no cartaz quero que fale das nossas propostas e objectivos.

Designer: no cartaz ou no folheto?

Candidato: no cartaz, claro. É disso que estamos a tratar.

Designer: ok. Num cartaz queres que fale de ambiente, em outro de requalificação urbana e por aí a fora, certo?

Candidato: mas eu falo albanês? E mesmo que falasse devias entender.

Designer: tudo no mesmo cartaz? Ok que é um 8x3, mas é um cartaz e que impacta maioritariamente quem passa de carro.

Candidato: deixa-te de esquisitices. Mete lá tudo. E aquela dos mamarrachos também. Não te esqueças.

Em resumo: considerando isto, o designer até fez um bom trabalho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:52


Sobral de Monte Agraço :: PS, PSD/CDS, CDU

análise de Telmo Carrapa, em 25.09.13

Sem desvios que é para não confundir os eleitores

Já tinha vindo a Sobral de Monte Agraço. Na altura comentei as primeiras imagens de campanha do PS e do PSD. Em ambas os cabeça-de-lista para a Câmara Municipal são jovens. Mas, como disse então, apenas na idade. Pois nas campanhas isso não era bem assim.

Agora volto lá para analisar as últimas peças de campanha (versão outdoor), mas já com uma imagem da força política que lidera o concelho, a CDU.

E comecemos pelo PS. Não tenho como esconder. Gosto da dinâmica desta campanha. Gostos são gostos e este é o meu. Mais uma boa composição fotográfica, com Pedro Coelho dos Santos rodeado por cidadãos do concelho, numa postura alegra, empática e próxima (com uma homenagem a uma pessoa especial da sua vida, como já pude ler por aí).

É uma continuação lógica de uma campanha bem construída e pensada. O grafismo mantém-se e faz ligação às peças anteriores, bem como o slogan que evolui do “Consigo pelo Sobral” para um “Connosco pelo Sobral”, o que reforça a imagem de dinamismo e mobilização popular. A posição (local onde o cartaz foi posto) deste cartaz é a mesma do anteriormente analisado e tem destaque.

Bom… Como disse no primeiro texto sobre a campanha neste concelho, “Joaquim Biancard Cruz também é um candidato jovem. Mas apenas na idade.” Esbatem-se as “ondinhas” criticadas anteriormente (continuo a dizer que o poder do Imagens de Campanha é enorme!...), mas continuam lá que o designer cede mas não vacila, “Sobral (já não) Avança” (slogan inicial) porque estamos “Juntos pela nossa terra” – o que tendo em conta a composição fotográfica é mais uma redundância, bonita de se escrever, mas redundância na mesma – e chegamos às fotos.

E para as mesmas até faço um parágrafo de (des)propósito. O candidato à Câmara lá tirou o pullover (ou lá o que era, pois não sou especialista em moda), o que lhe deu um ar mais jovem, sorriu, o que lhe dá uma imagem mais simpática (lá está o tal poder do Imagens de Campanha) e, cômputo geral, melhorou. Mas ele não está sozinho no outdoor. E aí é que a coisa volta ao mau… É que, confesso, já vi pessoas mais sorridentes em velórios. Queriam dar um ar de seriedade? Não deram. Deram mesmo um ar de quem acha que os resultados do dia 29 não lhes vão sorrir. Porquê? (deixo a pergunta no ar)

E, eis que aqui também temos cartaz da CDU. E não é preciso muito. A maioria tem-lhes sorrido, pelo que basta dizer “presentes”. E é isso mesmo este cartaz (pequeno formato): “o Nosso Concelho vai continuar a ganhar”, “provas dadas, confiança no futuro”, “com esta equipa”, fundo CDU Autárquicas 2013 (que isto de querer outras composições gráficas não é para aqui chamado – era só o que faltava), as fotos do candidato e equipa (a tal da frase) e pronto: Já não podem dizer que não fizemos “outedores”. É mau? É. Cumpre? Também. A menos que dinâmicas da oposição tragam surpresas e aí a coisa pode ser chata.

Isto que escrevi no parágrafo acima pode ver-se nas posições. Conseguem ver o outdoor do PSD/CDS? Era fácil. E o do PS? Também era. O da CDU? Ah pois… Está lá, isso está (cumpre) mas quem tiver problemas oculares não vai ficar satisfeito com o desafio do “onde está o Wally”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


Abrantes :: PS, PSD, CDS e CDU

análise de Rodrigo Saraiva, em 25.09.13

Nestas autárquicas Abrantes já nos trouxe do pior e do melhor que já vimos. Hoje é dia para voltar e para além de voltarmos a falar de PS e PSD, vamos ao CDS e CDU. E sigamos esta ordem.

O PS mantém o conceito e faz bem. Se resulta é não mexer. Quer o grafismo como as mensagens, mas com a devida adaptação à fase de campanha. Depois de vários “Aqui,”, agora o “Aqui,” colectivo e de compromisso. Um cartaz que consolida esta campanha, no que a cartazes diz respeito, como das melhores. O único detalhe que me faz alguma confusão é as mãos da candidata, que poderia ter sido contornado se aquando da fotografia o “cartaz” que seguram estivesse mais baixo. Bem sei que o designer depois teria outro trabalho para elaborar o cartaz final, mas a candidata (e é logo a cabeça de lista) deve ser protegida.

Se o PS fez bem em não mexer, o PSD fez muito bem em mudar completamente. Só não mudam o slogan e ainda bem, pois como aqui disse, está interessante e foge às banalidades que vemos em demasia. Nesta fase não apresentam um cartaz fantástico. Longe disso. Aliás, a parte de cima está um bocado mal amanhada. Mas a parte inferior está bem conseguida, com letterings interessantes a dar um toque de modernidade que o cartaz acaba por transmitir.

O cartaz do CDS acaba por estar interessante. Mas deixa-me a matutar. Fico na dúvida se não teria sido melhor opção não utilizar o azul de fundo, dando força à fotografia da terra. E claro que nesse caso a cor das letras teria que ser outra. E já que falo das letras, aquele “futuro com memória” está a mais. Mais destaque ao “Abrantes, agir quanto antes!” e com um arranjo gráfico e arrisco a dizer que teria ficado um cartaz bem classificado no nosso top+. Sendo assim, é mais um.

E chegados à CDU …

mas o que é que deu na cabeça do designer para meter os nomes dos candidatos a amarelo com rebordo a preto? Porquê? Mas porquê? Sem isso e teria ficado um cartaz dos habituais da CDU, que cumpre o manual de normas do PCP, aliá, da CDU, e cumpre objectivos. E alguém podia ter dito à candidata para ir tirar fotografia com roupa lisa. E como já não bastava o amarelo dos nomes, as bolinhas da roupa, logo haviam de nos enviar uma foto de um cartaz mal colado. Foi maldade, só pode.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:48


Almada :: PCTP/MRPP

análise de Rodrigo Saraiva, em 25.09.13

Ontem voltámos a Almada e falámos do cartaz do PCTP/MRPP com referência a um primeiro com uma moldura. Para que não existam dúvidas, cá está ele. Não há cartaz mais doutrinário do que este. Tenho dito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:07



Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


subscrever feeds