Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O melhor website de comunicação política de sempre!

análise de Virginia Coutinho, em 27.10.13

Originalmente publicado no PiaR, poleiro onde eu e o Rodrigo Saraiva escrevemos.

 

É a forma como o descrevo... pelo menos garanto-vos que é o website mais interessante, dedicado a este tema, que descobri este ano! (Admito que estou fascinada!)

 

O "The living room candidate" tem compilados todos os anúncios televisivos das campanhas presidenciais americanas desde 1952. São mais de 300 anúncios de televisão! Para além de poderem ver os anúncios de todos os candidatos desde então, têm acesso a factos contextuais, dados, interpretações das escolhas, e até resultados das eleições (para além de muitos outros materiais colocados a pensar nos professores e alunos de unidades curriculares de marketing/comunicação eleitorais/políticos).

 

Este é um website que todos os interessados em comunicação política não podem perder!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51


Coimbra:: PS, CDS, Coligação PSD/PPM/MPT

análise de Virginia Coutinho, em 27.09.13

Os resultados das eleições autárquicas neste concelho estão longe de ser constantes ou previsíveis, ora dando vitória ao PS, ora ao PSD (ou alguma coligação do mesmo). Em 1976 o PS foi o vencedor mas, em 1979, a vitória foi da Aliança Democrática. Em 1982, o PS recupera a câmara mas, em 1985, o PSD retira-a. Em 1989 a história repete-se e o PS sai vencedor, mas conseguindo assegurar a câmara até 2001, ano em que a coligação PSD/PPM/ CDS –PP vence as autárquicas, até aos dias de hoje.

Barbosa de Melo, actual presidente, é candidato pela coligação "Por Coimbra" (PSD/PPM/MPT). Luís Providência é o candidato do CDS, o regressado Manuel Machado é o candidato escolhido pelo PS depois de em 2001 ter sido destronado da presidência, Francisco Queirós avança pela CDU. Para além desses candidatos, Francisco Guerreiro concorre pelo PAN, Rui Lourenço da Cruz pelo PCTP/MRPP e José Ferreira da Silva, independente mas com muito apoio do Bloco de Esquerda.

 

Comecemos pela análise das imagens de campanha do candidato do CDS, Luís Providência:

A cor usada foi o azul, com o skyline da cidade. Já aqui tinha mencionado a falta de originalidade dos candidatos e, na verdade, fundo azul com skyline da cidade, é algo que encontramos em várias campanhas, como a do CDS de Viseu, PSD do Porto, e PSD de Almada.

O candidato surge com um ar (e roupa) formal e o seu nome está em destaque no Outdoor. A isso junta-se o slogan da campanha, pouco diferenciador, “Viva Coimbra”.

 

Passemos para a análise das imagens de campanha de Barbosa Melo, candidato pelo PSD e actual presidente:

Quando vemos o outdoor pela primeira vez há algo que “nos salta à vista”, a barra de cores. Honestamente não entendo o propósito  e a mim faz-me lembrar o "centrum" (vitaminas). Já o Carlos Furtado tinha analisado uma campanha com uma barra semelhante e feito a associação (aqui).

O candidato surge com roupa formal mas com um sorriso. Para além disso, é acompanhado por uma mancha de luz que o faz parecer um iluminado.

O slogan, numa interessante opção de lettering, está longe de ser diferenciador: “Juntos por Coimbra” . Penso que “Juntos por ...“ será um dos slogan mais banais destas autárquicas.

De realçar a menção das redes sociais e no cimo do cartaz o link para o website da campanha, que poderá causar alguma confusão, uma vez que aparecem com maiúsculas e com espaçamento.

 

Por fim a análise da campanha do candidato do PS, Manuel Machado:

Outdoor muito simples, apenas com o nome do candidato, slogan da campanha “Valorizar Coimbra” e a referência ao partido. Penso que seja demasiado desprovido de mensagem...

Como não poderia deixar de ser o skyline da cidade, mas numa campanha que aposta no verde.

 

Pela importância  e dimensão de Coimbra esperava-se melhor de todos os candidatos.

E para memória, uma foto onde se vê imagens destas 3 candidaturas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:45


Sernancelhe:: PS, PSD

análise de Virginia Coutinho, em 26.09.13

Sernancelhe, a terra da castanha, tem “tradição de direita”.

 

Desde 1989, o PSD tem sido o partido vencedor das autárquicas. Antes a presidência foi do CDS, 3 vezes sozinho pois, em 1979, os partidos concorreram coligados sob a bandeira da AD.

José Cardoso, actual presidente pelo PSD, atinge o limite de mandatos e será substituído pelo seu colega Carlos Silva, nesta corrida à Câmara.

O PS tem como candidato Vítor Figueiredo, o CDS, Nuno Franquelim e o CDU, Eduardo Boloto.

 

Em análise estarão as imagens de campanha do PS e PSD. Comecemos pelo PS.

O outdoor é muito simples (talvez até demasiado) e desprovido de mensagem. Uma das primeiras dúvidas que assola quem o vê é "quem é o candidato"?!

No cartaz temos apenas as fotografias dos candidatos, a assinatura da campanha, “Sernancelhe, coragem!” (que talvez apele à coragem de mudança), a referência ao partido e aos social media utilizados na campanha.

As fotografias estão longe de ser boas (sem dúvida uma má montagem). A cor escolhida foi o verde, da esperança.

 

De realçar a menção do Tumblr e a indicação que estão no Facebook. Não deixa de ser curioso que tenham optado por usar o Tumblr (uma plataforma de blogging associada a jovens) em vez do website (quando visitamos a página entendemos que essa é a intenção).

Embora os social media no qual apostam (Tumblr e Facebook) estejam a ser usados para comunicar apenas informações da campanha e tenham algumas imagens de pouca qualidade (pixelizadas, por exemplo), são visualmente mais agradáveis do que os materiais que estão na rua...

 

Passemos à análise das imagens de campanha do PSD:

Pessoalmente não gosto do outdoor.

 

O candidato surge no lado esquerdo, vestido de forma formal (e com a gravata torta) e no lado direito temos o que parecem ser dois “guarda-costas”.  O candidato está num nível superior, o que se nota tanto pela altura a que está, como pela diferença da indumentária. Não gosto.

Para além disso o outline nas letras e a sombra em “Sernancelhe” não resultam bem.

 

Por fim, não aprecio o coração laranja, com aspecto de pintado, que pretende realçar o slogan da campanha “Por amor à nossa terra”.

 

De forma geral o outdoor está simples, com pouca informação (tal como o do PS) mas com execução gráfica fraca.

Também este candidato tem página de Facebook ,e para além disso um website, mas não os refere nos materiais.

 

"Satisfaz menos" para ambos os candidatos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:50


Seia:: PSD/CDS, PS

análise de Virginia Coutinho, em 23.09.13

Desde 1976 que o PS ganha (quase) todas as eleições da autarquia de Seia. Em 1989, o PSD saiu vencedor (diferença de votos inferior a 0,5%) mas apenas porque o seu candidato José Alberto dos Santos Correia, na altura presidente pelo PS, decidiu mudar de cor nesse ano.

 

Para estas autárquicas, o PS apresenta como candidato Carlos Filipe Camelo, actual presidente,  a CDU, Margarida Abrantes e o PSD- CDS, Albano Figueiredo.

 

Comecemos por analisar as imagens de campanha de Albano Figueiredo.

 

Nesta campanha, cuja assinatura é “Pelo valor da nossa terra”, o candidato opta por uma série de outdoors, com diversas mensagens, mas com mood gráfico semelhante.

 

O candidato surge no lado direito, numa fotografia bem conseguida, roupa e pose adequada e descontraída.

Como imagem de fundo surge a Câmara Municipal de Seia, o objectivo do candidato. O outdoor é ainda adornado com apontamentos azuis, uma das cores preferidas pelos candidatos nestas autárquicas, e também uma das cores da bandeira de Seia.

 

Os outdoors surgem com diferentes mensagens que refletem as promessas eleitorais, “Valorizar as freguesias”, “Promoção turística a sério", que têm particular destaque no cartaz, a par do nome do candidato. 

 

Os logótipos da coligação são colocados no lado esquerdo da peça e no lado direito referido “Por Seia” (uma frase muito usada nestas autárquicas).

 

De forma geral gosto muito destes outdoors! O fundo, sendo uma imagem, poderia tornar a peça confusa, mas não o faz.

 

Por outro lado, o actual presidente, Filipe Camelo, optou por um mood gráfico  e mensagens bastante diferentes.

 

 A assinatura da campanha é um trocadilho, “Por/Pôr Seia a 100%” (podemos encontrá-la no website). “Por Seia” seria bastante banal mas o trocadilho é inteligente.

As mensagens dos outdoors não são geniais mas têm significados para as pessoas da terra. Destaco “Rigor e experiência” e “Sempre presente”, uma vez que Albano Figueiredo, sendo professor universitário em Coimbra, viveu muitos anos fora do concelho.

 

Nos outdoors, uma imagem que me parece parte de um tsuru, um símbolo da felicidade,  conjugado com a cor da esperança, o verde.

 

Estes materiais têm já a indicação do boletim de voto na parte inferior do outdoor, de forma a orientar o eleitor.

 

Nota positiva para ambos os candidatos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:45


São João da Madeira promete va()inas grátis...

análise de Virginia Coutinho, em 19.09.13

Assumimos que são vacinas mas algum engraçado resolveu brincar com a palavra...(não, não será um erro da gráfica!)

Não achamos muita piada ao acto de vandalizar os materiais de comunicação (embora muitas vezes os candidatos se coloquem "a jeito") mas este soltou uns sorrisinhos e não quisemos deixar de partilhar com vocês!

 

Fonte da imagem: aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29


Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas


subscrever feeds