Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Faro :: PS

análise de João Gomes de Almeida, em 09.09.13

 

 

Paulo Neves é o rosto do Partido Socialista na disputa pela autarquia de Faro. Até agora nas mãos do PSD, através do controverso presidente Macário Correira. 

Como todos sabemos, o homem que acha que "beijar uma mulher que fuma é como beijar o cinzeiro" não é recandidato. Tendo a coligação PSD/CDS/PPM/MPT apostado em Rogério Bacalhau, que lidera um movimento eleitoral de nome bastante criativo: "Juntos por Faro". 

Segundo a sondagem publicada há poucos dias pelo Expresso, a luta está renhida mas Paulo Neves tem mesmo uma vantagem (após distribuição dos indecisos) de apenas 0,4%.

Quer ganhe o PS ou a coligação de centro-direita, certo é que ambas as forças terão 3 vereadores, o que em qualquer dos casos obrigará a uma coligação pós-eleitoral com José Vitorino, que encabeça a lista independente "Salvar Faro com o Coração" (presumo que o Sr. seja cardiologista).

Mas vamos lá ao que interessa. Paulo Neves apresenta uma campanha graficamente segura e feita com profissionalismo: A fonte é boa e legível à distância, as cores jogam bem e a foto cumpre o seu propósito. O site tem leitura, a margem branca funciona e as mensagens são claras e objectivas.

Não se trata de uma obra de criatividade (até porque é um pouco escassa), mas como peça de material de campanha dá para ver que foi bem concebida e que quem a fez tem noções de estética, design e comunicação.

Cumpre e dentro de tudo de tão mau que nos chega todos os dias, até é uma boa campanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:18


Estarreja :: PS

análise de João Gomes de Almeida, em 29.07.13

 

O Fernando Mendonça, candidato do PS em Estarreja, tinha há quatro anos aquela que para mim foi a melhor campanha autárquica daquela fornada. Na época impressionou por vários motivos: trouxe a felicidade para o léxico da comunicação política (o que foi ousado e muito bom), fez outdoors com fundo fotográfico preto onde aparecia a abraçar os filhos (o melhor 8x3 político de 2009) e criou um jingle bastante profissional (muito na onda do que vários publicitários brasileiros criaram para políticos, lembram-se do magnífico "Lula lá" criado pelo mestre Celso Loducca?). Já o disse anteriormente, mas a campanha de Fernando Mendonça em 2009 devia ser estudada nos cursos de marketing político. Infelizmente não ganhou.

Este ano, o PS em Estarreja volta a apostar na felicidade e muda a assinatura da campanha de "Futuro Feliz" para "Estarreja Feliz". A postura do candidato nas fotografias é mais madura e existe uma maior aposta em mostrar a equipa. No entanto, o outdoor tem dois erros evitáveis: as fotografias estão mal recortadas e o headline "o teu voto vale" é apenas uma banalidade que não está lá a fazer nada.

Já o autocarro pareceu-me uma ideia inovadora e bem idealizada: o autocarro é a sede de campanha. A sede de campanha vai aos eleitores em vez dos eleitores irem à sede de campanha (bem sacado!). Já headline que está no autocarro é bom, mas um bocadinho longo.

Fica uma dica: continuem a jogar na felicidade e vão por aí, o caminho é bom e tem muito para ser explorado. E já agora um desafio: olhem para a campanha do vosso "camarada" João Ribeiro em Setúbal e tentem fazer ainda melhor. Ofereço-me para pagar um jantar ao que conseguir superar o outro comunicacionalmente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Trofa :: PSD/CDS

análise de João Gomes de Almeida, em 26.07.13

 

 

Hoje fomos até à Trofa, conhecer a campanha da coligação PSD/CDS encabeçada por Sérgio Humberto. O candidato que reúne as esperanças do PSD em recuperar a presidência da autarquia que detinha desde a criação do concelho e perdida em 2009 para o PS.

O primeiro outdoor teve como objectivo lançar o candidato e apresentá-lo à população. Sobre o mesmo, tenho a dizer que gosto da fotografia, embora não goste nada da gravata escura (é um enterro ou quê?! o homem é novo... ok, se for para “envelhecer” o candidato). O headline embora corriqueiro parece-me cumprir o propósito de anunciar a coligação dos dois partidos ("Unidos pela Trofa" é simples, mas passa a mensagem). Do ponto de vista visual não aprecio muito o fundo, mas acho que o headline está bem enquadrado e com leitura, bem como os logótipos dos dois partidos, que desta vez não foram escondidos.

 

 

Já o segundo outdoor, como podemos ver, serve para apresentar a equipa. Neste realço que a fotografia do candidato Sérgio Humberto está bem melhor, embora as da dos seus restantes "colegas" sejam mazinhas (quem escolheu a roupa das senhoras?). No entanto, a ideia de na segunda fase da campanha retirar o foco da comunicação no candidato e falar da equipa, parece-me uma estratégia inteligente. De resto, a coerência da mensagem (headline igual) e do visual (fundo idêntico) mostram profissionalismo na campanha, o que é de salutar nos dias de hoje.

Em resumo, é uma campanha sem grandes falhas e que cumpre os seus propósitos. Fica a dica: um bocadinho de arrojo assentava mesmo bem a um candidato jovem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:03


Castro Marim :: PS

análise de João Gomes de Almeida, em 17.06.13

 

Não conheço o senhor Carlos Nóbrega e portanto ele que me desculpe: mas não confiava o meu voto a um candidato que tem o mau gosto de pôr na rua uma campanha como esta. Como já tinha dito, estes candidatos são aqueles que depois de eleitos vão ser autarcas também com mau gosto. Resultado? As maravilhas de materiais de comunicação que vemos das nossas autarquias, "monumentos arquitectónicos" manhosos e outras coisas do género.

Vou então tentar analisar isto:

1) A foto é a única coisa que escapa neste outdoor.

2) Onde é que o Sr. Carlos Nóbrega estava com a cabeça quando decidiu usar 3 fontes diferentes num outdoor 3 x 2?

3) Onde é que o Sr. Carlos Nóbrega estava com a cabeça quando decidiu usar 3 cores de fontes diferentes num outdoor 3 x 2?

4) Porque raio é que tem aquele desenho e porque raio é que está ali uma sombrinha perdida?

5) Não sendo este um material de comunicação ao Boom Festival, qual foi a ideia de usar este fundo?

6) Se o logo do PS da rosa está recortado, porque raio é que o logo do PS do punho não está?

7) Que raio de barra é aquela com o facebook e o site? Para quê pôr o endereço completo do facebook?!

8) Este tipo de headline é mais um que se inscreve na categoria: não-diz-nada-nem-coisa-nenhuma-e-ainda-por-cima-é-igual-aos-outros-todos.

Em suma, está mau. Há muito a melhorar e talvez a culpa não seja do Sr. Carlos Nobrega, mas sim da sua equipa de campanha. Mas por favor, senhor candidato mude lá isto.

PS - Era interessante arranjar também alguém que cole melhor os cartazes. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00


Oeiras :: PSD (2)

análise de João Gomes de Almeida, em 17.06.13

 

A campanha em Oeiras continua animada e aqui segue mais uma pequena análise aos outdoors de Moita Flores e do PSD (?).

A aposta no rosto dos cidadãos continua e parece-me cada vez mais uma aposta ganha. Pelo que me disseram estas são mesmo pessoas reais, residentes em Oeiras e estes são mesmo os seus anseios.

Gosto da nova fotografia da "Catarina", não gosto da fotografia do "Pedro" (perdeu o lábio superior?!). Gosto do headline do outdoor da Catarina (finalmente headlines engraçados!) e não gosto do headline do Pedro (é seco e basta). Graficamente tudo bom e coerente com os anteriores (sim, isto é muito importante). Grande erro destes outdoors: quem é que se lembrou de pôr a fonte a preto sobre fundo vermelho? Não resulta e perde leitura, para além de transpirar mau gosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:34


Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas


subscrever feeds