Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vagos :: PSD

análise de Carlos Furtado, em 19.08.13

Silvério Regalado é o homem em quem o PSD deposita as esperanças para manter o domínio da câmara vaguense. Actual vereador com vários pelouros, Silvério tem assim a vantagem de conhecer bem a máquina camarária e ter tido ao longo dos últimos anos certamente a oportunidade de ir contactando com a sociedade local. Ou seja, dispensa apresentações ao seu eleitorado. Mas a fasquia que Rui Cruz lhe deixa é alta. Diria mesmo que a cruz é pesada, tendo este, o Cruz, subido sempre as votações. De resto nos últimos anos a cor laranja é predominante, com o psd a conseguir sempre bons resultados quer nas legislativas quer mesmo com Cavaco nas eleições presidenciais.

 

Depois de aqui analisado o cartaz do PS, vamos então deitar o olho e a análise crítica ao cartaz do PSD.

 

A fotografia é boa. Aparece-nos um jovem, com ar sorridente e acima de tudo transmitindo confiança. Isso é sempre uma vantagem quando estamos a querer convencer eleitorado. A fotogenia natural é por norma um ponto a favor de qualquer candidato. E este foi brindado.

A lógica das mensagens que encontramos no cartaz remete-nos para a obra feita, mais uma vantagem que Silvério pode explorar. Temos dois tipos de mensagem: uma que estou em crer irá acompanhar os cartazes, “Vagos fez! Vagos vai fazer mais”, que procura potenciar o futuro mas que parte do “hoje”, e outra de lembrança imediata da obra feita com a apresentação de casos concretos: “atraiu novas empresas e criou 750 novos empregos”.

 

A lógica das mensagens é uma boa aposta. A primeira como um “selo” de garantia a segunda como uma das mensagens a passar, que estou em crer terá outras variações, quer já nesta leva quer numa segunda ronda que deve estar para breve.

 

No entanto há várias coisas que não me agradam. Uma, as ondinhas no “A” de vagos. Perfeitamente desnecessário. Curioso é o facto de o único apontamento com a utilização da cor laranja ser no tal “selo”. A tal cor do PSD. Lutar contra a vontade de mudar que tantas e tantas vezes penaliza quem está no poder? Veja-se os cartazes de 2009 e pasme-se no “esquecimento” do pantone laranja.

 

É certo que o tipo de letra usado é simples, mas não me agrada. Simples em demasia. E por fim o nome do candidato aparece pequeno (ok ele tem notoriedade, em lado nenhum refere que ele é candidato a presidente de coisa nenhuma. Tanto pode ser à câmara como à junta de freguesia J) e a preto, quando deveria ter explorado o laranja que está no “selo” ou até o azul do bloco superior.

 

Ou seja, um cartaz equilibrado e eficaz, com mensagens fortes, graficamente uns pontos abaixo do conteúdo.

 

Mas no final a nota é positiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:32


Vagos :: PS

análise de Carlos Furtado, em 21.05.13

 

Depois de uma primeira vez chega sempre a segunda vez. E por isso cá volto eu para analisar mais um cartaz, de novo do PS e desta feita numa terra, Vagos, onde me ligam fortes raízes familiares. Mas como escrevi no meu introito neste blogue, serei sempre imparcial.

Ao olharmos para um passado recente, 16 anos e 4 eleições eleitorais, percebe-se que a aposta do PS em Vagos é para cumprir calendário mais a mais que nas últimas não apresentou mesmo candidato e nas três anteriores não passou dos 10%. O PSD tem comandado a vida do concelho desde 2001, através de Rui Rocha da Cruz que se vê impedido de recandidatar. Uma nota mais de curiosidade e que pode servir para os partidos refletirem na velocidade com que criam e matam candidatos autárquicos, Rui Rocha da Cruz antes de vencer em 2001 tinha sido candidato derrotado em 1997. Mas a perseverança deu frutos e o seu trabalho foi premiado e reconhecido pois foi sempre em crescendo. Mas agora está na hora da renovação e a luta está assim em aberto.

 

Este enquadramento histórico é importante para se perceber o que o PS aposta nas eleições em Vagos: nada. E isso está estampado no cartaz que nos chegou. Mais a mais, perdido na natureza.

 

A cor verde, que este ano se vê em alguns cartazes dos socialistas, acaba por não chocar com a gravata castanha e com o ar pesadão do candidato. Mas ainda por cima neste enquadramento a coisa não pega. E o slogan é fraco. “Honestidade”? Admito que possa querer representar uma crítica velada ou aos seus adversários políticos, mas ainda assim é curto para quem quer ser candidato. Não deveriam ser todos os políticos o apogeu da honestidade? E novas ideias? Assim? Sem mais? É bom de ver que o que existe mesmo por ali é alguma falta de ideias.

 

Mas além do aspecto gráfico do cartaz há toda a questão política por detrás do candidato. Em 2009 apareceu como candidato independente tendo sido eleito vereador. E agora em 2013 candidata-se pelo PS. Honestidade portanto....

 

Claramente este cartaz peca pela falta de arrojo e de motivação para atrair o voto do eleitorado. Não é desta que o PS arranca um bom resultado de Vagos. Nem invocando a Nossa Senhora de Vagos. 8 é a minha nota

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:29


Vagos

análise de Rodrigo Saraiva, em 14.10.09

Hoje é o dia em que começo pelas notas pessoais, visto que em Vagos também um grande amigo foi eleito Vereador.

 

Neste concelho, de resultados sui generis ao longo dos tempos, Rui Cruz foi reeleito pelo PSD. Um concelho já presidido no passado pelo CDS-PP, também pelo próprio PSD e, em 1982, pelo PPM. Este ano a surpresa foi o facto de CDS-PP e PS não terem apresentado candidaturas!! Surgindo uma candidatura independente “Vagos Primeiro”.

 

Das imagens que nos chegaram por mail podemos ver um bom cartaz do PSD onde o laranja é predominante. O ponto fraco, visto que não simpatizo com estas soluções, é a colocação de características do candidato, mas que tem a sua eficácia.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:08


Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt



análises recentes




Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas


subscrever feeds