Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sintra :: PS, PSD/CDS/MPT e Independentes

análise de Rodrigo Saraiva, em 24.10.13
















Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:50


Sintra :: PND

análise de Rodrigo Saraiva, em 28.08.13

Para analisar os cartazes  da candidatura de Nuno da Câmara Pereira à Câmara Municipal de Sintra e por se tratar de uma campanha com algo de emocional decidimos convidar uma apaixonada por Sintra e pela comunicação. Esta análise é da responsabilidade de Cátia Domingues. Esperemos que gostem. E que Sintram a diferença.

 

Sintra é o meu berço. Penso que é essa a razão que me faz ser mais sensível às eleições de Sintra do que às de Lisboa. É como se Sintra fosse um bebé perfeitinho e cheiroso, não é qualquer um que chega e pode ficar a tomar conta dele.

Por estar habituado às câmeras, já sabemos que o Nuno da Câmara Pereira tem muita telegenia. Mas agora as suas câmaras são outras.

O Partido da Nova Democracia é o partido patrocinador da sua candidatura à câmara municipal de Sintra.

À primeira vista pode não fazer muito sentido, dado que o candidato, e os membros da lista, não têm qualquer filiação partidária, e toda a gente está careca de saber que ele e o irmão andavam pelo PPM.

No entanto, na sessão de apresentação da sua candidatura, Nuno da Câmara Pereira explica, “não temos estrutura suficiente para a recolha de 4500 assinaturas”.

Ah. Certo.

Nota-se que este outdoor é de uma fase inicial da campanha.

Não desgosto da fotografia de banco de imagem, nem da pose solta do candidato. No entanto, percebe-se que não houve muita preocupação com a montagem dos elementos da imagem, nomeadamente no que diz respeito ao trabalho de luz.

Sint(r)a a diferença com o Nuno

Ok.

O recurso ao trocadilho já é mau, mas pior do que um trocadilho é explicarem esse mesmo trocadilho. Tipo, é para Sintra não é? Então, porque o Nuno quer mudar as coisas, vamos pôr: Sintra a diferença. E o melhor é que se retirarmos o ‘r’ a Sintra, fica o quê? Sinta! Sinta a diferença. BAM! Mas como é uma coisa extremamente inteligente, e por isso difícil de entender, vamos explicar, mesmo no outdoor, o trocadilho, dentro do trocadilho.

Se bem que compensaram este desastre ao fechar só com Nuno. Só Nuno. Aliás, Nuno da Câmara Pereira até é um bocado beto. E o Nuno está em casa. Toda a gente conhece o Nuno. Só Nuno é de amigo.

Gosto desta proximidade que tenta criar.

A partir daqui, o Nuno estraga tudo.

 

Neste sentimos, realmente, a diferença. O Nuno, que já é da Câmara Pereira, mas sem acento, prova aos cidadãos que realmente cumpre o que diz.

Na imagem,  Nuno da Camara Pereira aparece a usar tons clarinhos, veraneios, mas com um ar que não encaixa muito bem na paisagem de final de tarde. Ar de quem foi à praia mas estava muito vento e teve de se vir embora mais cedo.

O ruído visual é tanto que uma pessoa não sabe o que ler primeiro.

O tipo de letra é do mais antiquado e sem personalidade, sem falar nos batentes que já não se usam desde a primeira dinastia.

E, por fim, novamente o magnífico trocadilho “Sintra a diferença!” (Mas já sem a explicação da piada, porque já deu mais que tempo suficiente para as pessoas perceberem). ‘Sintra’ a vermelho, porque o amor é assim, e uma cereja, em forma de ponto de exclamação, para lermos isto aos gritos.

O melhor disto tudo ainda é a estratégia da campanha, que é a de fazer menos promessas para gerar mais confiança das pessoas. O que é super arrojado.

Eu estou ansiosa para ler o programa da candidatura. Suspeito que será uma monofolha.

Finalmente, termina com o logo do PND e um X no canto inferior, caso alguém queira fechar a janela.

 

Esta segunda versão de outdoor segue a mesma linha de coerência (a visual, porque a intenção de ‘menos promessas’ ficou lá atrás):

Fotografia do candidato: Check

Trocadilho: Check.

Ruído visual: Check

O ‘X’ para fechar a janela: Check

E neste cartaz, repleto de batentes, o Nuno da Camara Pereira continua a usar a sinalética matemática para poupar nos caracteres.

Aqui o que muda é a paisagem, passamos para a vista nocturna do maravilhoso Palácio da Pena, porque o Nuno da Camara Pereira é um candidato que também conhece a noite.  Não fosse ele mais conhecido como fadista.

Resumindo, a coisa que faz mais sentido nesta campanha é o facto do Nuno da Câmara Pereira ser assumidamente monárquico e, se há coisa que não falta em Sintra, são Palácios e Castelos.

Caso ganhe, sugiro que assine só com Nuno, o da Câmara.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:12


Candidatos e os anúncios no Facebook

análise de Virginia Coutinho, em 25.07.13

O Facebook é uma rede social que tem sido utilizada por muitos candidatos nestas autárquicas de 2013. Entende-se que o facto de 4,8 milhões de portugueses utilizarem a plataforma possa ser um argumento de peso que os leve a apostar neste meio de comunicação.

A aposta mais frequente nesta plataforma prende-se com a criação de uma página, havendo alguns candidatos a apostar nos anúncios (pagos).

 

aqui foi partilhada a análise dos outdoors do candidato pelo PS de Loures, pelo Rodrigo, e fui recuperá-la para agora analisar o anúncio feito pelo candidato no Facebook, que me foi enviado.

 

PS Loures

 

Comentários: a pessoa que recebeu o anúncio não era de Loures e portanto não se encaixava no público-alvo, o que me poderá fazer presumir que a segmentação não foi muito exacta. O anúncio poderia ter mensagens segmentadas em detrimento de uma mensagem genérica, bem como um call to action. Já identificam o partido e concelho no título, pelo que poderiam ter aproveitado o corpo de texto para colocar outras informações.. A imagem é perceptível, facilmente identificamos o candidato e o seu partido. Apesar de poder ser melhorado, não é de todo um mau anúncio.

 

Marco Almeida Sintra

 

Por seu lado, o actual Vice-presidente da CM de Sintra e candidato a presidente, Marco Almeida, também nos presenteou com anúncios no Facebook.

A imagem não é, na minha opinião, a melhor. O que poderia ter o intuito de ser uma atitude descontraída é uma imagem confusa e com ruído, em que não se entende o que está o candidato a fazer com o braço. O anúncio identifica o candidato (independente), a autarquia e apela a que as pessoas o sigam.

 

PS Oeiras

Por fim, trago-vos um exemplo muito particular, o de Marcos Sá, candidato à Câmara Municipal de Oeiras (também já aqui analisado)

O candidato pretende a angariação de “gostos” na página e, para tal, opta por fazer um anúncio sem qualquer referência ao que se trata (apenas nas letras cinzentas em baixo poderíamos presumir que era um anúncio de um candidato às autárquicas). Uma referência ao Benfica?! Qual a relação com o candidato do PS à CM de Oeiras?!? Acho que este é um péssimo exemplo da tentativa de angariação de seguidores ou potenciais votantes através de anúncios de Facebook.

 

Nota: Muito obrigada ao Diogo e à Carina que nos enviaram as imagens.

Caso recebam algum não hesitem em partilhar connosco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:49


Sintra

análise de Rodrigo Saraiva, em 10.09.09

A luta pela Câmara Municipal de Sintra promete ser mediática, mas parece-me que apenas isso. Fernando Seara, actual Presidente e recandidato numa coligação PSD / CDS-PP, não deverá ter dificuldades em vencer a candidata do Partido Socialista, Ana Gomes.
 

 

A contribuir para o que afirmo está, também, o facto de Ana Gomes, tal como Elisa Ferreira, ter optado por ter acumulado esta candidatura com outra ao Parlamento Europeu.

 

O cartaz de Ana Gomes é simples, a fotografia da candidata está boa. A silhueta da paisagem podia estar mais realçada, pois só agora reparei nela. Na rua não é uma imagem que se note. O destaque deste cartaz vai para o slogan “Sintra Primeiro”, que aparenta ser um posicionamento de defesa a possíveis críticas dos adversários, evitando slogans como Rui Rio fez no Porto.

 

Nota curiosa. Os outdoors grandes de Ana Gomes têm medida 6x3.

 


Fernando Seara não facilitou. Um cartaz simples, objectivo e bem conseguido. Fotografia da cara do candidato, o nome em assinatura, o endereço do site e um slogan taxativo e que lança a tal farpa à candidata do PS: “Dedicação Total” promete Fernando Seara.
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:02


Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas


subscrever feeds