Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Oeiras :: Bloco

análise de Rodrigo Saraiva, em 26.09.13

Hoje uma breve paragem (mais uma) em Oeiras para assinalar que o Bloco despertou finalmente para a campanha e lá surgiram recentemente os seus cartazes. Vários 8x3 e minis com os candidatos à Câmara e Assembleia Municipal e também se encontram formatos mupis dos candidatos às freguesias.

Relativamente a este cartaz, apenas dizer que ainda bem que diz Oeiras, pois é um cartaz do Bloco que servia para qualquer outra localidade. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03


sons de campanha :: Oeiras :: PSD

análise de Rodrigo Saraiva, em 22.08.13

A campanha de Moita Flores já aqui e aqui recebeu aplauso pelo arrojo seguido nos cartazes. Um arrojo também demonstrado num harlem shake. Hoje partilhamos o hino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:24


Oeiras :: PS :: segunda fase

análise de Rodrigo Saraiva, em 07.08.13

aqui foi analisada a primeira fase da campanha do PS em Oeiras. Foi aliás a primeira análise desta nova fase do blog.

Esta segunda fase passa por dois objectivos, nos 8x3 puxar por temáticas, pelo programa, com proposta quantificadas. Algo que não é novo, mas que tenho as minhas dúvidas sobre uma positiva e eficaz receptividade nos eleitores na actualidade. No cartaz do emprego jovem é arriscado o “garantia 1º emprego”. Já no outro cartaz, aqui confesso uma opinião muito minha, a opção pela expressão “envelhecimento” não me parece a melhor.

Em ambos o candidato surge, agora sem gravata, no meio de pessoas, numa opção habitual. São cartazes que graficamente não comprometem, mas também não têm qualquer efeito “wow”. O único detalhe que me parece menos conseguido é a opção de cor utilizada no nome do candidato. Passei por vários cartazes e é algo que passa despercebido. E é um candidato que precisa de puxar pelo seu nome.

O segundo objectivo desta fase está reflectido nos cartazes mupi e passa por apresentar os candidatos às Juntas de Freguesia. E são cartazes que se limitam a fazer exactamente isso. A parte mais curiosa destes cartazes foi o ataque feito a estes. E um ataque insistente, tendo inclusive a candidatura apresentado queixa e tentado criar um facto político. Sobre isto cheguei a escrever no facebook: “Os rabiscos em fotografias de cartazes é, infelizmente, um clássico, por isso deve-se evitar cartazes com fotos em estruturas "à mão de semear". Mas claro que isto não desculpa a situação, até porque não é um caso isolado. Dos que vejo na rua só um escapou e é porque está junto a uma bomba de gasolina, ou seja, junto a câmaras de vigilância.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:09


Candidatos e os anúncios no Facebook

análise de Virginia Coutinho, em 25.07.13

O Facebook é uma rede social que tem sido utilizada por muitos candidatos nestas autárquicas de 2013. Entende-se que o facto de 4,8 milhões de portugueses utilizarem a plataforma possa ser um argumento de peso que os leve a apostar neste meio de comunicação.

A aposta mais frequente nesta plataforma prende-se com a criação de uma página, havendo alguns candidatos a apostar nos anúncios (pagos).

 

aqui foi partilhada a análise dos outdoors do candidato pelo PS de Loures, pelo Rodrigo, e fui recuperá-la para agora analisar o anúncio feito pelo candidato no Facebook, que me foi enviado.

 

PS Loures

 

Comentários: a pessoa que recebeu o anúncio não era de Loures e portanto não se encaixava no público-alvo, o que me poderá fazer presumir que a segmentação não foi muito exacta. O anúncio poderia ter mensagens segmentadas em detrimento de uma mensagem genérica, bem como um call to action. Já identificam o partido e concelho no título, pelo que poderiam ter aproveitado o corpo de texto para colocar outras informações.. A imagem é perceptível, facilmente identificamos o candidato e o seu partido. Apesar de poder ser melhorado, não é de todo um mau anúncio.

 

Marco Almeida Sintra

 

Por seu lado, o actual Vice-presidente da CM de Sintra e candidato a presidente, Marco Almeida, também nos presenteou com anúncios no Facebook.

A imagem não é, na minha opinião, a melhor. O que poderia ter o intuito de ser uma atitude descontraída é uma imagem confusa e com ruído, em que não se entende o que está o candidato a fazer com o braço. O anúncio identifica o candidato (independente), a autarquia e apela a que as pessoas o sigam.

 

PS Oeiras

Por fim, trago-vos um exemplo muito particular, o de Marcos Sá, candidato à Câmara Municipal de Oeiras (também já aqui analisado)

O candidato pretende a angariação de “gostos” na página e, para tal, opta por fazer um anúncio sem qualquer referência ao que se trata (apenas nas letras cinzentas em baixo poderíamos presumir que era um anúncio de um candidato às autárquicas). Uma referência ao Benfica?! Qual a relação com o candidato do PS à CM de Oeiras?!? Acho que este é um péssimo exemplo da tentativa de angariação de seguidores ou potenciais votantes através de anúncios de Facebook.

 

Nota: Muito obrigada ao Diogo e à Carina que nos enviaram as imagens.

Caso recebam algum não hesitem em partilhar connosco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:49


Oeiras :: PSD (2)

análise de João Gomes de Almeida, em 17.06.13

 

A campanha em Oeiras continua animada e aqui segue mais uma pequena análise aos outdoors de Moita Flores e do PSD (?).

A aposta no rosto dos cidadãos continua e parece-me cada vez mais uma aposta ganha. Pelo que me disseram estas são mesmo pessoas reais, residentes em Oeiras e estes são mesmo os seus anseios.

Gosto da nova fotografia da "Catarina", não gosto da fotografia do "Pedro" (perdeu o lábio superior?!). Gosto do headline do outdoor da Catarina (finalmente headlines engraçados!) e não gosto do headline do Pedro (é seco e basta). Graficamente tudo bom e coerente com os anteriores (sim, isto é muito importante). Grande erro destes outdoors: quem é que se lembrou de pôr a fonte a preto sobre fundo vermelho? Não resulta e perde leitura, para além de transpirar mau gosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:34


Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas


subscrever feeds