Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Europeias 2014 :: CDU

análise de Rodrigo Saraiva, em 06.05.14

O PCP, aliás, a CDU brindou-nos em simultâneo com dois cartazes. Ambos com a mesma lógica. Aposta cromática no azul (aqui aceitamos que não é por ser a cor da europa, embora não deixe de o ser para o eleitor comum), aposta num slogan que é um statement “Defender o Povo e o País” e o destaque de 3 palavras, algo que o PCP, aliás, a CDU, gosta de utilizar, reforçando-as em amarelo. Depois umas riscas onduladas, em ambos os cartazes, que não fazem ali grande função. Foi a forma encontrada de colocar as cores da bandeira nacional, mas que fica muito suave. Mais do que suave, até mesmo desnecessário pelo tamanho, é a referência ao site “cdu.pt” e a algo logo acima que presumimos ser a referência às europeias. A forma encontrada para colocar os símbolos do PCP e PEV é o pior elemento do cartaz, impossibilitando qualquer rejuvenescimento de imagem.

Este primeiro cartaz, que é genérico ou, digamos, colectivista, pelo cravo vermelho acaba por resultar bem, transmitindo alguma simpatia e alegria, algo que é reconhecido a Jerónimo de Sousa.

No segundo cartaz, embora seja opinião maioritária que a fotografia transmite sinceridade e frontalidade, pela opção de estar a olhar de frente, parece que não está a ter o mesmo efeito quantos os cartazes de João Ferreira nas recentes autárquicas, nomeadamente junto das eleitoras. A tal alegria que é conseguida no primeiro cartaz aqui não existe.

 

A CDU insiste nas mesmas lógicas, quando podiam melhorar as suas imagens de campanha sem colocar em causa a sua ideologia e ideias. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:08


Sines :: PS, CDU e Independentes

análise de Rodrigo Saraiva, em 24.10.13




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15


Aveiro :: PSD/CDS/PPM, PS, BE, CDU e independentes

análise de Rodrigo Saraiva, em 08.10.13

Em Aveiro, concelho capital de distrito, deve ter sido interessante de acompanhar a campanha. Toda ela, ou seja, desde que as candidaturas começaram a ser faladas. O PSD e CDS, que em coligação governavam a autarquia desde 2005, com Élio Maia a presidir optam (uns dizem que por vontade própria outros por vontade do próprio presidente) por mudar e apostar em Ribau Esteves, um dos dinossauros que mudou de concelho e esteve na mira dos tribunais devido à novela da limitação de mandatos. Uma aposta arriscada, mas que veio a confirmar-se pelos eleitores como vitoriosa, mesmo com Élio Maia a ir a jogo como independente.

Dos cartazes que nos chegaram não há nenhum cartaz que numa primeira impressão prenda a vista. O PS com um cartaz  bem conseguido, sem rasgo, que podemos incluir na categoria “limpinho, limpinho”. A candidatura independente com um cartaz demasiado simples. A CDU e o Bloco com um cartaz que serve em Aveiro como em qualquer outro concelho. No que diz respeito a Ribau Esteves é um cartaz que graficamente não me atrai e a opção de lettering é, digamos, algo datada. As muitas cores que surgem numa espécie de ondinhas aqui tanto criticadas acaba por ser uma opção interessante pois surgem em forma de moliceiro, um ex-libris de Aveiro, podendo criar empatia com o eleitorado.

nota: post entretanto actualizado com o cartaz da CDU, enviado pelo Filipe Guerra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:03


Silves :: CDU, PSD e PS

análise de Rodrigo Saraiva, em 01.10.13

As eleições já terminaram, mas aqui no Imagens de Campanha ainda vamos estar activos mais um tempo. Algumas análises que ficaram em arquivo merecem ser destacadas. E haverá muitas outras campanhas que pelo menos colocaremos online, sem análises profundas, cumprindo assim o nosso objectivo de criar uma blogoteca.

 

O destino de hoje é Silves, uma Câmara onde aconteceu mudança. Do PSD passou para a CDU. Rosa Palma já tinha sido candidata em 2009 e agora atingiu a vitória. Muitos ficarão surpreendidos com mudança algo “radical”, mas olhando à realidade e histórico do concelho a surpresa não é assim tão grande. Pois a CDU recuperou a presidência que tinha perdido em 1997 para o PSD. Desde esse ano que a autarquia foi liderada por Isabel Soares, que já tinha saído da Câmara, dando espaço a Rogério Pinto, que não logrou vencer.

E este destaque a Silves, mesmo após eleições deve-se ao facto de em Silves ter encontrado aquele que para mim foi o slogan melhor conseguido de todos os que vi. Não me recordo de ver um slogan igual, logo é original, e é um slogan que encaixa perfeitamente com a realidade geográfica do concelho, bem como com o discurso da candidatura que o apresenta.

Eis o cartaz da CDU. “Agora Silves, da Serra ao Mar”. Adoro este slogan. O cartaz, tirando aquele “selo” da CDU foge aos ditames propagandísticos da CDU (PCP). Está “limpinho, limpinho”. Simples arranjo gráfico na colocação dos nomes na parte inferior direita. E os candidatos em colectivo sem seguirem o tradicional formato dos candidatos alinhados lado a lado. Não sei se o pormenor de uns estarem de branco e outros de vermelho foi propositado, mas ficou impecável, dando harmonia ao cartaz numa boa conjugação cromática com o azul escolhido para fundo do cartaz.

Antes de passar a outros cartazes volto a destacar o slogan, impecável. Para mim o melhor destas autárquicas 2013.

E dos vencedores (CDU) para os vencidos (PSD).

Não é o que o cartaz seja mau, mas bastava outra opção de lettering, o slogan não está mal escolhido, para que ficasse bem melhor. E a fotografia do candidato à Câmara (o ainda presidente)? Quem é que aprovou isto? O senhor já estava a adivinhar o resultado final e sentia-se mal? Vamos ficar por aqui.

O PS apresentava este cartaz no final, um cartaz típico de mostrar a equipa, todos alinhados lado a lado. Não está mal trabalhado graficamente. Neste cartaz o meu foco vai para o slogan, demasiado banal, conjugando duas das palavras mais utilizadas. Gosto do lettering, mas é pena a cedilha do “ç”, de pouca leitura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16


Sobral de Monte Agraço :: PS, PSD/CDS, CDU

análise de Telmo Carrapa, em 25.09.13

Sem desvios que é para não confundir os eleitores

Já tinha vindo a Sobral de Monte Agraço. Na altura comentei as primeiras imagens de campanha do PS e do PSD. Em ambas os cabeça-de-lista para a Câmara Municipal são jovens. Mas, como disse então, apenas na idade. Pois nas campanhas isso não era bem assim.

Agora volto lá para analisar as últimas peças de campanha (versão outdoor), mas já com uma imagem da força política que lidera o concelho, a CDU.

E comecemos pelo PS. Não tenho como esconder. Gosto da dinâmica desta campanha. Gostos são gostos e este é o meu. Mais uma boa composição fotográfica, com Pedro Coelho dos Santos rodeado por cidadãos do concelho, numa postura alegra, empática e próxima (com uma homenagem a uma pessoa especial da sua vida, como já pude ler por aí).

É uma continuação lógica de uma campanha bem construída e pensada. O grafismo mantém-se e faz ligação às peças anteriores, bem como o slogan que evolui do “Consigo pelo Sobral” para um “Connosco pelo Sobral”, o que reforça a imagem de dinamismo e mobilização popular. A posição (local onde o cartaz foi posto) deste cartaz é a mesma do anteriormente analisado e tem destaque.

Bom… Como disse no primeiro texto sobre a campanha neste concelho, “Joaquim Biancard Cruz também é um candidato jovem. Mas apenas na idade.” Esbatem-se as “ondinhas” criticadas anteriormente (continuo a dizer que o poder do Imagens de Campanha é enorme!...), mas continuam lá que o designer cede mas não vacila, “Sobral (já não) Avança” (slogan inicial) porque estamos “Juntos pela nossa terra” – o que tendo em conta a composição fotográfica é mais uma redundância, bonita de se escrever, mas redundância na mesma – e chegamos às fotos.

E para as mesmas até faço um parágrafo de (des)propósito. O candidato à Câmara lá tirou o pullover (ou lá o que era, pois não sou especialista em moda), o que lhe deu um ar mais jovem, sorriu, o que lhe dá uma imagem mais simpática (lá está o tal poder do Imagens de Campanha) e, cômputo geral, melhorou. Mas ele não está sozinho no outdoor. E aí é que a coisa volta ao mau… É que, confesso, já vi pessoas mais sorridentes em velórios. Queriam dar um ar de seriedade? Não deram. Deram mesmo um ar de quem acha que os resultados do dia 29 não lhes vão sorrir. Porquê? (deixo a pergunta no ar)

E, eis que aqui também temos cartaz da CDU. E não é preciso muito. A maioria tem-lhes sorrido, pelo que basta dizer “presentes”. E é isso mesmo este cartaz (pequeno formato): “o Nosso Concelho vai continuar a ganhar”, “provas dadas, confiança no futuro”, “com esta equipa”, fundo CDU Autárquicas 2013 (que isto de querer outras composições gráficas não é para aqui chamado – era só o que faltava), as fotos do candidato e equipa (a tal da frase) e pronto: Já não podem dizer que não fizemos “outedores”. É mau? É. Cumpre? Também. A menos que dinâmicas da oposição tragam surpresas e aí a coisa pode ser chata.

Isto que escrevi no parágrafo acima pode ver-se nas posições. Conseguem ver o outdoor do PSD/CDS? Era fácil. E o do PS? Também era. O da CDU? Ah pois… Está lá, isso está (cumpre) mas quem tiver problemas oculares não vai ficar satisfeito com o desafio do “onde está o Wally”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas


subscrever feeds