Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Angra do Heroísmo :: PSD e CDS

análise de Rodrigo Saraiva, em 30.08.13

Depois de aqui ter feito o enquadramento às eleições em Angra do Heroísmo e analisado a campanha do PS regresso para analisar a candidatura … leram o enquadramento, certo? … da coligação PSD/CDS.

Ora bem, numa lógica aritmética parece fazer sentido esta aposta. Mas, lá está, qual será a resposta dos eleitores às escolhas feitas pelos partidos? Aguardemos por dia 29.

PSD e CDS não só juntaram-se pela primeira vez como o fazem apresentando como cabeças de lista os candidatos à Câmara em 2009. António Ventura, vice-presidente do PSD no parlamento regional, e Artur Lima, líder regional do CDS, são respectivamente candidatos à Câmara e Assembleia Municipal. Este enquadramento justifica por completo a opção de surgirem os dois com o mesmo destaque no cartaz.

E o slogan reforça a razão da coligação histórica, dizendo aos eleitores que se juntam “Por Angra”. Um slogan simples e que transmite a ideia de que a terra está em primeiro lugar e acima das lógicas partidárias. E Angra no centro, candidatos dos lados, qual guarda de honra. Um cartaz objectivo, eficaz e bem construído. Depois o apelo ao voto, sendo que o slogan é também o nome da coligação e o que estará presente nos boletins de voto, como demonstra a barra inferior do cartaz. E é nesta barra que estragam tudo. Ok, eu percebo que amarelo e vermelho são as cores da bandeira de Angra, mas então escolhiam outra cor que não o verde para o fundo do cartaz. É que assim não bate a bota com a perdigota. São cores que não casam (ok, casavam se fosse um cartaz de uma festa reggae). Vá, se é por Angra e as cores da bandeira são para estar então deixem cair o verde. Há outras opções cromáticas. Mas eu tirava era o amarelo (e o vermelho). Se o fizerem eu coloco o cartaz na secção “de aplauso”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:19


Ponta Delgada :: PSD, PS E CDS

análise de Carlos Furtado, em 27.08.13

Este post deveria chamar-se, os meus, os teus e os nossos, ou melhor, o nosso, o novo e o que nem por isso. Percebeu? Imagino que não, mas lá chegará a hora em que tudo será mais claro.

 

Para já olhemos a situação política em Ponta Delgada.

Os Açores ao nível de eleições deverão ser analisados na métrica A.MA e D.MA. Ou seja Antes do Mota Amaral e Depois do Mota Amaral, mas sendo certo que as eleições para as câmaras escapam um pouco a esta lógica, ainda assim o resultado em 2009 foram 11 câmaras para o PS e 7 para o PSD confirma esta teoria. No entanto em 2005 o resultado era exactamente o inverso. Mas centrando-nos em Ponta Delgada a câmara é PSD que candidata o seu actual presidente, José Manuel Bolieiro, que em 2009 estava em segundo lugar na lista que teve 60,69% dos votos, um curioso resultado como diria Mota Amaral, contra 31% do PS.

Ou seja, temos um candidato presidente, José Manuel Bolieiro, um candidato a presidente, José Contente do PS, e um candidato que não imagina possa vir a ser presidente, Pedro Pereira, mas que procura melhorar o resultado para o CDS.

 

Vamos então ao cartazes começando pelo do PSD.

Simples, directo, limpinho limpinho, que cumpre os objectivos a que se destina. Uma boa foto, um bom jogo de “azuis” com as letras em branco. Tão simples e tão eficaz. Noto apenas a falta das indicações da web, sendo que o sítio oficial do candidato existe e como tal não foi aproveitado o cartaz para espalhar “a boa nova”. Mas claramente aprovado este cartaz.

 

Vamos então ao cartaz do PS.

 

Era escusado usar as barras amarelas e vermelhas. Ao que se junta ainda a cor avermelhada da palavra “Ponta Delgada” mais o da “Ação e Coração”. Ficamos a saber que o homem é de acção e tem bom coração. Quem será o médico? E? ah, é o novo presidente. Não sei a ordem pela qual foram colocados os cartazes, e se houve fuga de informação mas claramente diria que o do PS vem em resposta ao cartaz do PSD. Mas mesmo que o não seja, o slogan “Novo Presidente” é bom mas deveria ter algo mais de suporte do que as características do candidato. E que ainda por cima são fraquitas. Claramente este cartaz perde para o do PSD.

 

E chegamos ao do CDS.

Em que temos ondas em quantidade, picotados idem aspas e tipos de letras para vários gostos. Vá lá que não abusaram da paleta de cores e mantiveram-se no azul. Uma particularidade é que nenhum deles é o do CDS e mesmo o logo não está conforme as normas do partido. Graficamente o cartaz é pobre, mas pelo menos não nos fere em demasia os olhos. Mas o slogan é bom, dando uma nota de desprendimento e de liberdade, o que vai de encontro à vontade das populações, que é de ter políticos ao serviço do concelho e não concelhos ao serviço dos políticos.

 

Em resumo se ordenasse os três, em primeiro ficaria o do PSD, em segundo o do CDS e em terceiro o do PS.

E ainda se lembra como comecei o post? ok, fico mais descansado.

 

Nota: por lapso o post inicial ia com uma crítica ao apelo ao voto por parte dos socialistas. Fui alertado que a lei já permite esse apelo. Agradeço a quem me corrigiu, e peço desculpa aos leitores pelo erro e em especial aos directamente visados no meu post.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15


Angra do Heroísmo :: PS

análise de Rodrigo Saraiva, em 11.07.13

Angra do Heroísmo divide a sua história autárquica entre PSD e PS. O partido laranja presidiu a autarquia de 1976 a 1997, ano em que o PS venceu. Nota de curiosidade, em 1993, última vitória do PSD, a candidatura opositora foi uma coligação entre PS e CDS. Em 2009 o PS voltou a ganhar, mas depois de maiorias confortáveis em 2001 e 2005 vê o CDS, com Artur Lima, o líder regional, roubar-lhe votos e elege um vereador. O PSD manteve a votação. Poder-se-á dizer que este último resultado deve-se à instabilidade transmitida pelo PS na troca de presidentes de Câmara, que desde a saída de Sérgio Ávila, o vencedor em 1997, não encontrou um presidente duradouro, e um bloco dos eleitores preferiu dar confiança a Artur Lima que anteriormente nas eleições regionais tinha tido um bom resultado para o CDS a nível regional e estava em alta.

Em 2013 o PS, talvez atento a este cenário e apostado em não perder esta emblemática autarquia, apresenta como candidato um político de notoriedade regional, ex secretário regional de diversas pastas nos governos de Carlos César. Álamo Meneses desafia-se a manter o PS na liderança da autarquia.

O facto de o candidato ser sobejamente conhecido permite que nos primeiros cartazes se abdique de colocar a sua fotografia, havendo apenas referência ao nome. O destaque vai para a terra através de fotografias que demonstram a terra e o mar, sendo o cartaz complementado com dois slogans: “Angra mais forte” que surge destacado em tamanho, lettering e cores e “uma ilha com futuro”. Uma conjugação de imagens e mensagens que demonstra o acreditar na terra e nas suas gentes e uma visão positiva e de futuro.

Esta opção de cartaz com fotos de fundo e os elementos colocados em cima precisa de ser bem trabalhada, na perspectiva de ser um cartaz de rua. São imagens que funcionam certamente bem em redes sociais. Na rua, enquanto elemento a ser visionado na maioria dos casos por quem está de passagem, dificulta a transmissão da mensagem. Nestes cartazes parece-me ainda que as fotos poderiam ser melhores. Estes foram os que nos fizeram chegar. Fico curioso por saber se irão haver mais, com outras fotos de Angra.

O Cartaz é complementado com o símbolo do PS e o endereço da página no facebook.

São cartazes que acabam por levar nota positiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:50


Horta

análise de Rodrigo Saraiva, em 27.08.09

Eis um excelente cartaz, que todo ele comunica confiança.
 

 

Confiança é palavra inicial no slogan e as mãos transmitem positivismo, quer no futuro como no trabalho efectuado, visto ser uma recandidatura. Há ainda a confiança do candidato na sua notoriedade e reconhecimento, abdicando de usar fotografia e apenas colocando o nome. Talvez não colocasse tantas vezes “partido socialista”. Mas é um bom cartaz e graficamente bem elaborado.
 

João Castro é o actual Presidente da Câmara Municipal de Horta (Açores), eleito pelo PS.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:44


Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas


subscrever feeds