Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Alcochete :: CDU, PS, PSD e independente (CDS)

análise de Telmo Carrapa, em 10.09.13

O futuro é certo em Alcochete

Mais uma volta, mais uma viagem e lá volto eu à “Margem Sul” (parece que tenho uma estranha atracção pelo deserto. Deve ser por isso que há quem me chame camelo…). Desta feita “viajei” até Alcochete.

Em 2005 a CDU vence Alcochete com 46,25% dos votos, colocando Luís Miguel Carraça Franco como Presidente da Câmara. O PS obtém 34,69% e elege três vereadores. Em 2009 a CDU sobe a votação para 52,42% dos votos, aumenta o número de eleitos, muito “à custa” da descida do PS que passa para 30,76% e dois vereadores.

Este ano Luís Miguel Carraça Franco recandidata-se ao seu terceiro mandato como Presidente da Câmara de Alcochete. E coloca campanha na rua, centrando a mesma na continuidade. Ao contrário de algumas peças de campanha da CDU que já vi, este é um pequeno formato (estamos em cenário de contenção de despesas e há que dar o sinal) bem conseguido. A foto está má? Não, não está. O sorriso reafirma o slogan. É a prova que os candidatos não precisam de ser modelos fotográficos. E este candidato, já deu provas e já subiu votação de 2005 para 2009. Quanto ao slogan, o arranjo gráfico permite uma tripla leitura: “Continuar Consigo”, “Continuar Alcochete Consigo” ou mesmo apenas “Consigo” (no sentido de reforçar a capacidade do candidato). É a reafirmação da continuação de obra e é coerente.

Em relação ao PS, veio-me à cabeça uma conversa imaginária(?) entre direcção de campanha e designer: “Ainda há espaço? Então coloque… Sobrou espaço? Então dá para colocar mais… Estou a ver que ali ainda cabe…”. Senhores: É um outdoor. Não um jornal de campanha. Até o endereço de Facebook parece um testamento. E a foto da candidata até está boa (apesar do casaco se fundir com a barra inferior, o que fica estranho). Tivessem contido a jactância verbal e até poderia ter ficado interessante. Já assim…

O cartaz do PSD não está mal. Simples, assumindo a cor do partido (coisa pouco vista nestas autárquicas) o que revela coragem e coerência partidária, um slogan curto (que nada diz mas que, à semelhança do PS, afirma que o concelho tem futuro – ainda bem que nos avisam), um esboço da localidade (solução gráfica muito utilizada nestas eleições). Lá conseguiram colocar as ondas (chiça!) e a foto. Em relação a esta é que a coisa poderia ter sido melhor conseguida: Primeiro o guarda-roupa – é alegre, sim senhor. Mas para um outdoor?... Segundo o recorte da foto: Eu sei que aquele penteado não dá para fazer recortes perfeitos. Mas deixar brancos à volta da foto? É uma auréola? Sinal de iluminação (divina)?...

Esta para mim é nova. Uma candidatura independente (assim a negrito, ou a bold para quem usa uma versão em inglês do Windows) com o apoio do CDS. Uma candidatura patrocinada, endorsada, ou outra “ada” qualquer, é novidade para mim, que sou novo nesta coisa da comunicação política. E dá coerência a toda a peça. Somos independentes mas q.b.. Para o que der jeito a malta não responde a partidos políticos. Mas para o que também der jeito (tipo ajudar a pagar a campanha) já não nos importamos de ter uma ligaçãozinha a partidos políticos. É bem visto!

Tirando esta coerência ideológica, o cartaz até está bom. A foto passa dinamismo e empatia, o grafismo (passe o tom de verde que não me agrada por aí além, mas gostos são gostos e não faço dos meus uma regra para os outros) e o sentido de urgência do slogan ajuda a transmitir o dinamismo que já referi na foto.

Resumindo: Alcochete tem futuro. Porque está na hora de o ter. Porque alguém o consegue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:13



Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas