Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Portalegre :: PSD/CDS, PS, CDU e CLIP

análise de Rodrigo Saraiva, em 28.08.13

Hoje viajamos até a mais uma capital de Distrito. Portalegre é certamente a terra que inspirava o boneco de Odete Santos quando gritava “o Alentejo ainda há-se ser nosso outra vez”, pois o PCP nunca governou esta autarquia. Entre PS, AD (um mandato em 1979) e PSD, as gentes de Portalegre só em 2009 deram um terceiro mandato consecutivo, nesta caso ao PSD, que em 2001 recuperou a presidência com a candidatura do independente José Mata Cáceres. Este viria a renunciar à presidência em Junho de 2011, deixando na presidência, a também independente, Adelaide Teixeira.

Esta alteração criou a situação insólita de Portalegre ter marido e mulher a presidirem aos órgãos municipais, pois a Assembleia Municipal era presidida por Antero Teixeira, anterior presidente do PSD local.

 

Chegados a 2013, Adelaide Teixeira tinha a ambição de continuar a presidir à autarquia, mas o PSD, depois de umas eleições internas com “sabor” a primárias, não esteve em sintonia, fazendo um balanço negativo deste último mandato. O PSD decide então coligar-se com o CDS e apresentar Jaime Azedo, médico, que presidiu à Assembleia Municipal de 2001 a 2009, tendo como candidato à Assembleia Municipal José Matos Rosa, deputado e Secretário-geral do PSD. Adelaide Teixeira decide avançar como independente e cria o CLIP (Candidatura Livre e Independente Por Portalegre). Um cenário a abrir esperanças ao PS para reconquistar a presidência da autarquia, que aposta em José Pinto Leite, coordenador nacional do Programa Polis entre 2005 e 2012, actual vereador sem pelouros na Câmara de Portalegre, depois de ter sido o número 2 do PS em 2009. A CDU que em vários mandatos elegeu vereador aposta em Luis Pargana, um homem da máquina comunista, sendo actualmente Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal da vizinha Crato, e que entre 2001 e 2005 foi vereador com pelouros em Portalegre e, dizem várias fontes, é um homem bem quisto na terra. Há ainda a candidatura do Bloco de Esquerda que apresenta José Manuel Basso, ex presidente da Câmara Municipal de Nisa (até 2001) pelo PCP.

 

Desculpem o longo enquadramento, mas são análises que ajudam a perceber melhor os possíveis resultados e, logo, as estratégias (quando existem) das várias candidaturas, o que deverá ter implicações nas imagens de campanha.

 

E vamos então às imagens e mensagens da campanha em Portalegre, a capital autárquica das silhuetas e skylines (já vão perceber).

Adelaide Teixeira, a candidata do CLIP, aposta na simplicidade. Cartaz com os elementos básicos: fotografia e nome da candidata, símbolo da candidatura (neste caso do movimento) e slogan, que junta o nome da terra. “Portalegre , a vontade que nos une” é um bom slogan, que coloca o foco na terra e que reforça a imagem de independência. Penso que seria mais agregador e eficaz se tivesse ficado por um “Portalegre, o que nos une”. O lettering podia ser outro, mas este solidifica a aposta na simplicidade. Já aqui dissemos várias vezes que gostamos da aposta em silhuetas / skyline das localidades (e a Virginia faz aqui a aposta que é mesmo a moda da campanha 2013), o que neste cartaz está também bem conseguido. A aposta das cores vai para o preto e amarelo, as cores de Portalegre, mas parece-me que podiam ter saído um pouco desta linha e colocado mais uma cor, muito provavelmente na roupa da candidata.

O CLIP tem ainda cartazes direccionados às freguesias, sendo uma natural declinação do cartaz geral, insistindo no slogan geral e introduzindo referência à freguesia, neste caso Urra e foto e nome dos (imagino eu) 3 primeiros elementos da lista à Junta de Freguesia. E note-se a diferença que faz o vermelho do polo de um dos candidatos.

 

O candidato da coligação PSD/CDS opta pelo verde, cor da esperança, e o slogan é o nome da coligação. “Portalegre com Orgulho” não é totalmente original, mas é um slogan positivo e motivador. Surge em duplicado no cartaz o que embora redundante não crítico, pois a forma como está colocado na parte inferior é já a remeter para como a coligação irá surgir no boletim de voto. Neste cartaz em que surgem os dois cabeça-de-lista numas fotos formais qb, eis que também se visualiza uma silhueta da localidade (as gentes de Portalegre querem-nos fazer a vontade). No global um cartaz que cumpre os objectivos e não compromete, onde a única coisa que não gosto … sim, claro está … são as ondinhas. É nestas que surge ainda um rasgo de laranja, que acaba por trazer mais alguma cor ao cartaz, para além dos azuis das gravatas, e permite que não sejam criticados por estarem a esconder a cor de um dos partidos da coligação.

A coligação “Portalegre com Orgulho” tem também cartazes direccionados às Freguesias e são uma declinação do cartaz global, com uma grande diferença que é o candidato à Câmara surgir aqui mais informal, sem gravata. PSD/CDS optam por colocar fotografia de dois candidatos, calculo que pelo facto de ser cada um originário de uma das duas freguesias que compõem a nova freguesia. No cartaz da freguesia surge ainda o slogan “Juntos por …” complementado com a referência ao nome da novel freguesia. O lettering deste podia ser o mesmo do slogan principal.

 

E do Orgulho para a Força. Do verde para o azul.

O PS optou nesta primeira fase pela colocação de cartazes logo direccionados também para as freguesias, com fotografia do candidato à Câmara e do cabeça-de-lista à Freguesia respectiva, ambos em camisa. Pelo que consegui apurar numa segunda fase irão surgir cartazes só com foco na Câmara Municipal e aqui aposto que vão colocar o candidato em fato e gravata. Na capital do concelho, embora a freguesia seja a de Sé e S. Lourenço, o PS surge com o slogan “Portalegre com Força”, um slogan igualmente positivo e motivador. O cartaz tem ainda um segundo slogan, onde fica patente que o PS vem em oposição. “Competência para Mudar”, tanto pode ser referente ao candidato como um apelo ao eleitorado. Este slogan parece fazer parte de um símbolo de candidatura que tem … (e sai um hat-trik) … uma silhueta da cidade. O cartaz está graficamente bem conseguido, sendo que o único pormenor que o enfraquece é não terem deixado o fundo apenas em azul, pois os riscos, mesmo que suaves, de branco reduzem a leitura do símbolo da candidatura. Última nota para algum excesso de maquilhagem no candidato.

 

Chegaram-nos ainda mais dois cartazes do PS que demonstram uma campanha bem harmonizada em termos de cartazes (diria que em Portalegre andaram todos a ler os mesmos manuais), o que demonstra estratégia e que existe uma linha orientadora nos materiais de campanha. São dois cartazes de outra freguesia, a de Urra, que seguem a mesma linha do cartaz que acima vimos. E para além de disso, houve ainda o cuidado de adaptar o cartaz, não apenas à freguesia, mas às localidades, pois para além de um destacar Urra, a sede da freguesia, o outro destaca Caia, a localidade onde foi colocado.

E aqui terminam os elogios aos cartazes do PS e à sua estratégia harmonizada e com um fio condutor. É que por muito que eu goste de ver uma campanha bem pensada e a fazer sentido, através de estratégia e harmonização, por vezes devemos parar e, se necessário, fazer umas mudanças e/ou adaptações.

Caia e Urra, aliás os fregueses e eleitores destas localidades, mereciam outro slogan. O “…com Força” encaixa bem em Portalegre, mas “Caia com força” e “Urra com força” … enfim. E não vinha mal ao mundo que o slogan aqui fosse outro, até porque olhando ao cartaz (e ao facebook) o slogan “Competência para Mudar” podia fazer o papel de fio condutor e harmonizador da mensagem.

Bem, não foi fácil, mas acho que consegui abstrair-me do “Caia com força” para fazer uma justa análise às imagens de campanha do PS.

 

E para finalizar eis o cartaz da CDU. E “Alerta! Alerta!”.

Não fosse o facto de ali estar o “Confiança na CDU” e os logótipos de PCP e PEV e eu diria que este cartaz era de outra força política.Afinal começamos a ver alguns materiais e imagens da CDU a saírem do manual da Soeiro Pereira Gomes. O slogan é um simples “a Oportunidade de Mudar”, conjugado com “Em Portalegre”. E reforçado pelo nome do candidato e um “O nosso Presidente”. E eu aqui questiono-me de como andarão as sondagens em Portalegre? Estas mensagens demonstram ambição de disputar vitória. Não sei se a CDU o poderá realmente fazer, mas é curiosa esta opção. Pena que se veja pouco a CDU a apostar em cartazes maiores para criar mais dinâmica de campanha. Mas voltando ao cartaz, uma boa foto do candidato, com um forte sorriso. E um desenho que embora não me diga muito (não sei se terá alguma conotação cultural a Portalegre) transmite ainda mais alegria ao cartaz (para além do sorriso do candidato).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31


já andam a falar aqui

De Yorgen a 30.08.2013 às 15:28

Gostei da análise, bastante imparcial e técnica qb.
Só gostava de fazer duas observações. 1º, o PS já teve cartazes, numa primeira fase, só com o candidato à câmara. Acertaram 50% - o candidato aparecia de gravata, mas sem fato.
Quanto a Urra e Caia, é de admirar que mais ninguém tenha reparado no caricato resultado da aplicação linear do slogan. Um simples "em" Caia com força, teria evitado esta situação.
Já os cartazes do Clip , também têm o seu lado caricato, que não foi aqui observado. Nos cartazes das freguesias insiste-se na "Vontade que nos une", no entanto, a candidata à Câmara aparece num canto e os candidatos à Junta no lado oposto. Não sei se é falta de vontade ou se é falta de união, mas não bate a cara com a careta...

De Rodrigo Saraiva a 30.08.2013 às 15:49

Obrigado.
relativamente ao cartaz do PS, estranhei ser esta a primeira vaga e confirmei junto de uma pessoa do PS de Portalegre, que disse que candidato sozinho só numa próxima fase. talvez nos tenhamos entendido mal.
sobre os cartazes do CLIP, é uma pertinente observação.

Comentar post



Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas