Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mafra :: PS

análise de Rodrigo Saraiva, em 18.07.13

Mafra é mais um concelho que, por via da lei da limitação de mandatos, vê sair do palco político um dos dinossauros autárquicos. Consta que não foi uma saída pacífica, mas Ministro dos Santos não será mais Presidente da Câmara Municipal de Mafra. Esta é uma certeza. Quem será o próximo? Não haverá certezas. Resta saber se o Parque Desportivo Municipal Engenheiro Ministro dos Santos, na sede do Concelho, ou o Pavilhão Municipal Eng.º Ministro dos Santos, na freguesia da Malveira, serão rebaptizados.

É preciso recuar a 1976, as primeiras eleições autárquicas, para assistir à única vitória do PS em Mafra. Em 1979 e 1982 saiu vitoriosa a AD e em 1985 o PSD vence, mantendo a presidência até hoje, sempre com Ministro dos Santos como Presidente. Curiosamente foi em 2005 e 2009 (campanha aqui analisada) que obteve dos melhores resultados.

O PSD aposta em Hélder Silva, ex Vereador e actual deputado. O PS em Elísio Summavielle, ex Secretário de Estado da Cultura, que se faz acompanhar para a Assembleia Municipal da escritora e militante comunista Alice Vieira. Na corrida surgem ainda Alves Pardal pela coligação CDS/MPT/PPM e Rogério Costa pela CDU.

 

Comecemos então a análise dos cartazes do PS e vou já ao final, são cartazes que cumprem e não mais do que isso.

A fotografia do candidato está bem conseguida, mas era dispensável aquela gravata com riscas (vá lá, que em outros materiais de campanha já surge com uma gravata lisa). Depois, qual é afinal o slogan? “Semear o futuro” (que está bem conseguido e permite boas declinações em fases posteriores e outros materiais de campanha) ou o banal “Mafra à Frente”? O tom de azul, tendo em conta a opção de fundo branco, podia ser um pouco mais forte. E a escolha de colocação de elementos no cartaz não é a melhor. Veja-se o que acontece, numa primeira leitura, devido à colocação de elementos e opção cromática. A leitura começa em “o futuro”, do slogan em cima, e continua na frase logo abaixo que tem a mesma cor.

E agora analisemos um outro cartaz deste mesmo candidato.

Mantém o erro dos dois slogans, mas já não o faz na opção cromática. Aqui é um cartaz “georreferenciado”, pensado para estar presente na Ericeira e Ribeira D’Ilhas e por isso a opção cromática nas letras fica toda no azul. Ideia reforçada pelo claim “um mar de boa onda”. Neste cartaz talvez fosse dispensável o “semear o futuro”. E para terminar o detalhe mais fascinante do cartaz. Eis o candidato de camisa de Jagoz (os nativos da Ericeira). Uma aposta arrojada, mas que arrisco dizer que os locais irão gostar. Só me parece que a foto do candidato devia estar em outra posição, algo mais descontraído.  Este cartaz merece, claramente, nota mais positiva que os de cima. E arrisco dizer que no balanço final destas autárquicas ficará nos destaques.

Nota de curiosidade e que é destacada no facebook da candidatura aquando da referência aos cartazes no Diário de Notícias, o designer da candidatura é o filho do candidato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:36


já andam a falar aqui

De Manuel a 18.07.2013 às 19:37

Boa tarde Rodrigo,
Antes de mais, parabéns pelo blog, é sempre interessante ver uma analise aos cartazes de campanha.
Em relação à crítica que faz aos outdoors, concordo consigo em alguns pontos e é por isso que escrevo (já que se refere a mim no final do mesmo).

A autoria do slogans não é minha. O mesmo se passa com a opção de incluir os vários no mesmo outdoor. São vontades da campanha.

No aspecto cromático , a escolha é minha.
Concordo com a crítica ao azul sobre o branco, no entanto isso apenas pode ser calibrado no local de impressão (como sabe as cores de ecrã variam muito para as de impressão, principalmente a uma escala como esta).

No entanto quando diz que o verde continua do "futuro" para "visão" ou "uma equipa" e se confunde, já não concordo tanto. Muda a tipografia completamente (de um tipo não serifado para um serifado e a uma escala bastante diferente) o que não deixa muita margem para confusões.
Talvez fosse da opinião que ficaria melhor outra cor, mas um dos objectivos desta campanha e da escolha cromática foi optar pelo limpo e evitar "poluir" as ruas com cores berrantes e saladas de fruta.

Quanto às fotografias, não tendo sido eu a tirar nem a escolher, não me vou pronunciar (até porque fotografia "política" não é a minha especialidade). Mas fico contente de ter gostado da camisa Jagoz.

Como sei que às vezes estes comentários do "ser filho do candidato" podem ser mal interpretados , e tenho a certeza de que não é sua intenção que isso aconteça, deixo aqui em baixo o meu site, onde podem consultar algum trabalho de minha autoria (embora este seja apenas trabalho recreativo).

Melhores cumprimentos
MCS

http://mcluny.tumblr.com

PS: Fico a aguardar uma opinião sua sobre o logótipo "Semear o Futuro".

De Rodrigo Saraiva a 18.07.2013 às 22:58

Caro Manuel,

muito obrigado pelas palavras e por "vir a jogo" de forma construtiva.
a referência que lhe fiz não é de todo uma critica, por isso tive cuidado a escrever essa frase. E é bom ver que um pai "corra o risco", demonstrando assim muita confiança no trabalho, de "expor" o filho. Por isto, esqueçamos essa parte "familiar" que aquilo que é de ressalvar é que um dos "construtores" dos cartazes vem debater a opinião, aceitando as criticas e opiniões que aqui deixamos.
Indo então à parte em que discordamos (da ligação entre verdes), podia estar mais explicito, mas faço esta referência pois em norma os 8x3 são para impactar quem está de passagem e isto é o que me parece que acontece quando alguém vai, por exemplo, a passar de carro. Se eu estiver parado a olhar/analisar, aí já terei a capacidade de diferenciar os elementos.
sobre o logótipo, que subtilmente é também utilizado como fundo, acho que dá um toque de modernidade aos materiais onde vier a estar presente. O que joga bem com "futuro". Está simples.
Manuel, mais uma vez obrigado pelo comentário e votos de sucesso no percurso profissional.
abraço
RS


De elisio summavielle a 19.07.2013 às 13:07

Caro Rodrigo Saraiva,

É sempre bom aprender com a crítica. Por isso quero felicitá-lo pelo blogue, e pela disponibilidade que tem em dialogar com que "se chegue à frente". No caso do Manuel, e da V. troca de impressões, não me pronunciarei, claro está, porque apenas sinto as coisas em matéria de gosto. Mas não resisto a sublinhar a qualidade do logo, que junta de modo feliz a terra e o mar (a folha e o rabinho de peixe), que já é um "must" como pin na lapela dos meus apoiantes nesta caminhada.

Um forte abraço, e
bom trabalho!
Elísio Summavielle

De Rodrigo Saraiva a 19.07.2013 às 13:50

Obrigado pela visita e comentário.
sempre bom e motivador saber que chegamos a várias pessoas e em especial aos próprios candidatos.
continuação de boa campanha e venham mais imagens :)

abraço
RS

De João Villalobos a 19.07.2013 às 14:09

Abraços ao Manel, Elísio e Rodrigo. Eu gosto bastante dos cartazes ;)

De Rodrigo Saraiva a 20.07.2013 às 01:29

já estava a estranhar a tua ausência ;) abraço

De Nuno Vieira a 19.07.2013 às 15:15

Grande Rodrigo,

Costumava ser voyeur do site, mas decidi finalmente começar a comentar. Também tenho um blog e sei que é gratificante ver as nossas ideias comentadas e debatidas. Como sabes, não sou propriamente especialista em imagem política, mas tudo o que seja construção de imagens me interessa.

Passando aos cartazes do PS em Mafra, acho que a principal falha é cromática. Tendo em conta que o vermelho do logo do PS tem de lá estar, acho confuso optar por mais do que uma cor nas restantes frases. Podia funcionar se uma das cores fosse o preto, mas com azul e verde fica muito confuso.

Gosto muito da foto do primeiro cartaz, mesmo com a gravata às riscas, e acho muito inteligente a escolha da camisa de Jagoz . Infelizmente, na última foto a postura do candidato não é a melhor e quase parece que ele se está à esconder.

Espero fazer disto hábito.

Abraço,
Nuno Vieira

De Rodrigo Saraiva a 20.07.2013 às 01:30

Grande Vieira,
e és muito bem vindo.
venham de lá esses comentários.
será que por aqui iremos estar mais de acordo?
abraço

De Nuno Vieira a 23.07.2013 às 11:28

Espero bem que não, há tradições que são para manter :)

Abraço,
Nuno Vieira

De Tânia Mealha a 23.07.2013 às 17:35

Um comentário para os verdes do cartaz! Tenha sido propositado ou não o olho ao registar as cores, pela curta distância existente entre as frases, tende a formar grupos - independentemente de uma letra ser serifada e outra não - nesse sentido, mesmo que inconscientemente, na minha opinião, está muito bem conseguida a ligação do futuro com a frase seguinte. Ou seja a mensagem acaba por passar como:
"O futuro
Visão, competência e liderança". Quase a deixar implícito que antes tal não aconteceu e que agora sim ao futuro acrescem qualidade. Tal como:
"O futuro
Uma equipa de confiança".
De qualquer das formas, tirando o facto de existir mais que uma mensagem de campanha em cada cartaz, uma das anteriores e o "Mafra à frente" - que funciona melhor nos cartazes com verde e azul que naquele onde consta apenas o azul* - acho que estes cartazes estão bem conseguidos.
* tal como se repararem nos cartazes com verde e azul o bloco formado passa por associar o nome do candidato, ou dos candidatos, a "Mafra à frente". Ou seja o futuro com aquelas características é possível mas apenas com aqueles candidatos que possibilitam "Mafra à frente".
No cartaz onde só constam azuis já isto não ocorre porque se torna uniforme e o olho custa a distinguir os azuis o que não facilita a passagem das mensagens, torna-se um emaranhado.

Comentar post



Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas