Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




ter ou não ter eis a questão

análise de Carlos Furtado, em 08.06.13

O Rodrigo já hoje opinou sobre o facto de haver candidatos autárquicos que não colocam nos cartazes o símbolo do partido pelo qual se candidatam. Como de costume Luis Filipe Menezes foi o ponto de partida para a discussão. Os cartazes ainda agora estão na rua, mas a net como de costume foi mais rápida que a própria realidade. 

 

As eleições autárquicas são sempre casos muito especiais. Os fatores de decisão são bem diferentes dos que condicionam um voto em legislativas. Nestas claramente o símbolo do partido tem um peso muito grande, cabendo ao cabeça de lista distrital uma percentagem quase residual. Claro que há as excepções para confirmar a regra. E depois não acredito que alguém se lembre ainda hoje do segundo da lista do seu círculo eleitoral. 

 

Só que nas autárquicas o voto é decidido de forma bem diferente. O candidato, os seus número dois e três, e o candidato à assembleia municipal que também pode ser importante e claro que o partido pelo qual se candidata também conta.

Mas em muitas e muitas situações a necessidade de alargar a sua base de apoio é vital para o alcançar dos objectivos traçados. E este podem ir desde a eleição de um vereador até à vitória. Menezes não é por isso excepção e desde a primeira hora que assim tem sido. Desde o decor quando da sua apresentação até ao site ou facebook, o símbolo do psd tem estado ausente. Razões podem ir desde a referida procurada abrangência, incluir cds's e ps's, ou claro para "provocar" um distanciamento ao governo. Mas sinceramente acredito mais na primeira das justificações do que da segunda. Haverá alguém que não identifique Menezes com o Psd? Duvido. Mas voltando à análise da formação da decisão de voto, diria que as autárquicas são o terreno ideal para conhecer quem tem veia para "estas coisas". O contacto pessoal, a empatia que comsegue criar e o rápido passar de uma mensagem, sâo os 3 tiros certeiros que um candidato vencedor tem que ter. E o cartaz apenas seve de suporte a uma mensagem, a uma imagem. Aqui no blog temos procurado analisar os muitos cartazes que nos vão chegando. Uns com símbolos partidários, outros nem por isso. Não serão eles que vão garantir a vitória, mas são seguramente um reminder positivo no dia das eleições. Convém pois que seja mais abrangente do que dissuador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:50



Imagens de campanha

Compilação e análise de imagens das Campanhas Portuguesas (e não só). Cartazes, folhetos e materiais digitais (e outros). O melhor e o pior. Os verdadeiros e não só.

e em 2009 foi assim


Envio de contributos

imagensdecampanha@sapo.pt






Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Visitas